RIVIÉE: o estilo da mulher real

A mulher atual vive um momento de multiplicidade de papéis na sociedade. Ao mesmo tempo em que está focada na carreira profissional ela também quer sentir-se linda e poderosa. A vontade de vestir esta nova geração de “super mulheres” com uma moda atual, peças diferentes, qualidade e com o melhor custo benefício serviram de inspiração para as empresárias Dag Begnini e Cau Ferronato para criar a marca em 2012.

Inicialmente batizada como Riviera Couture, o ideal despretensioso da marca viralizou pelas redes sociais alcançando um público fora das expectativas. Talvez por certa ingenuidade de mercado, a grife se viu sem posicionamento perante tamanho sucesso. A necessidade de imprimir seu conceito a essa mulher forte, segura e ainda super feminina fez com que ela se redesenhasse para se tornar a Riviée, com um conceito que visa vestir sentimentos e ideologias feministas antes da própria roupa.

A preocupação em ter uma estrutura com produção de altíssima qualidade, 100% nacional e principalmente legal é outro diferencial. Toda confecção é feita em oficinas regulamentadas e desenvolvida por profissionais, garantindo um trabalho impecável sem ferir direitos essenciais. Essa responsabilidade social também se mostra com o projeto de repassar parte das vendas no site para instituições, além de outras ações.

O principal desafio é valorizar o lifestyle da mulher multifuncional, que acredita em si própria. Traduzir esta ideia em forma de roupas com corte e acabamento primorosos, ousadia e elegância, sem cobrar valores abusivos. Se tornar referência pelo que quer representar e para quem quer representar: a mulher real, que luta e acredita em seu potencial para vencer. A Riviée quer mostrar seu orgulho de viver entre essas mulheres.

“Que nada nos defina. Que nada nos sujeite.
Que a liberdade seja nossa própria substância.”

Simone de Beuvoir